quinta-feira, 11 de março de 2010

Em Santiago do Chile



"Foi agora pouco, cinco para meio dia de 11 de março de 2010. Estava escrevendo o diário sobre a ida aos locais mais afetados pelo terremoto quando senti uma vibração nos pés, logo ficou mais forte e as coisas começaram a bater. Coloquei o capacete, agarrei a câmera e me preparei para sair do hotel. Durou só um minuto, mas foi o bastante para me sentir um piolho no meio de um bando de elefantes. Passou, mas não vou esquecer a sensação. Logo deram um alerta de tsunami para as áreas costeiras, a intensidade foi nada menos que 7,2 na escala."

Lineu Filho/Jornale

Um comentário:

Daniel Caron disse...

Fantástico irmão!