quarta-feira, 30 de setembro de 2009

QUAL A MELHOR IMAGEM DE SETEMBRO?

Jardim Arvoredo - Foto: Luciano Sarote


Futebol Americano - Foto: Heuler Andrey/DiaEsportivo



Desocupação em Maringá - Foto: Allan Nascimento/ Hoje Notícias


Desfile Sete de Setembro - Foto: Fábio Alexandre/O EStado do Paraná e Tribuna do Paraná

Na policial

A repórter Ana Tereza e o repórter cinematográfico Geber da Rede Massa deslocando para um local de homicídio em uma estrada de chão localizada em São José dos Pinhais.


Foto: Átila Alberti/O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Cotidiano




Fotos: Francisco Pereira

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Almoço improvisado

O pessoal da imagem almoçando na base do improviso depois do encontro regional do PSDB no restaurante Madalosso, estavam lá Orlando Kissner, Maurilio Chelli, Rogerio Machado, Lineu Filho, Daniel Castellano...




Fotos: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

domingo, 27 de setembro de 2009

Em sintonia

O repórter Newton Almeida faz pose junto ao "grafite" de Carmem Miranda em pauta pelo Estado do Paraná no Terminal do Portão.


Foto: Daniel Caron /O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná

sábado, 26 de setembro de 2009

Cavalgada

No domingo 13/09 saiu uma cavalgada da Câmara Municipal de Curitiba até o parque dos Tropeiros

No século passado nos idos de 1920 a 1950, era muito comum as pessoas de papo no banco da praça e os cavalos amarrados no próprio banco beliscando um verde... já nos dia de hoje.


Toninho Nascimento da Rádio Banda B, entrevistando a garotinha que em cima do cavalo dizia ao jornalista quantos aninhos tinha





Fotos: Fábio Kill

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

No Plantão

O pessoal do policial na troca de plantão. Janaina Monteiro entrando na Tribuna a mil por hora e ao fundo o repórter fotográfico Fábio Alexandre, terminando de conferir o material do dia.


Foto: Daniel Caron/O Estado do Paraná e Tribuna do Paraná

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Para fotógrafo da Gazeta do Povo, imagens ajudam a promover a "justiça social"

www.portalimprensa.com.br

Por Thiago Rosa/Redação Portal IMPRENSA

"O que mais me fascina na fotografia é o poder de igualdade e Justiça". Essa é a frase que motivou a trajetória profissional do paranaense Albari Rosa. Com mais de duas décadas dedicadas ao fotojornalismo - detalhadas em inúmeras publicações em veículos como Veja, Exame e Lance! - trabalha há 16 anos na Gazeta do Povo, de Curitiba. Ganhador do Prêmio Esso e Vladimir Herzog de Fotojornalismo, Rosa passa a vida a revelar os fatos, "colocando lado a lado ricos e pobres, mesmo que apenas na imagem".

Albari Rosa

Rosa começou a carreira na extinta sucursal da revista Veja de Curitiba, no final da década de 80. Auxiliado pelo premiado fotógrafo Nani Góis, deixou de lado os diversos trabalhos esporádicos que exercia e encontrou estímulo na arte. "Na Veja foi que eu tive meu primeiro contato com a fotografia, e acabei me apaixonando. Quando eu ganhei minha primeira remuneração pensei: É isso que eu quero fazer da vida".

Albari Rosa

Saído da regional da revista de maior publicação do país, Rosa começou a encontrar mercado na fotografia. De lá, trabalhou como freela em diversas publicações do país e foi fotógrafo do departamento de comunicação da Prefeitura de Curitiba. Do início da carreira, aprendeu não só a profissão, mas também a adquirir um sentimento nostálgico e crítico em relação ao setor. "Na minha época, o mercado aqui era diferente. No Paraná tinha a Agência Estado, sucursal da Veja. E o salário de freela nessa área era semelhante ao piso de jornalista. Dava para sobreviver com isso".

Albari Rosa

Em 1993, foi incorporado à equipe do jornal Gazeta do Povo, do Paraná. Em meio aos trabalhos factuais, também participou de projetos especiais do veiculo. Entre 2004 e 2005, ao lado do repórter Mauri Konig, percorreu sete estados brasileiros para denunciar um problema crônico e até hoje em vigência no país: a exploração sexual de menores. O relato das rotas do crime, visualizadas em mais de 66 municípios, incluindo os fronteiriços, foi condecorado com o Prêmio Tim Lopes de Investigação Jornalística, em 2004.

Albari Rosa

Durante a premiada série de reportagens, Rosa passou por ameaças e aprendeu artimanhas para evitar a retaliação dos criminosos. "Em uma das ocasiões, comecei a fazer fotos e um cara me deu uma gravata. Tive que disfarçar que estava bêbado, que tinha comprado a câmera no Paraguai. Eles praticamente chutaram a gente de lá", declarou Rosa. "Em situações como essa, você não tem margem de segurança. Ela está na sua cabeça".

Albari Rosa

Ainda em 2004, a parceria com Konig gerou outra publicação de grande repercussão no país. Ao passar pela zona rural de Mangueirinha, cidade da região sul do estado, flagrou o flagelo de uma família, vivendo em um barranco às margens da rodovia PR-281. O chocante retrato do garoto Luís Gabriel, com os pés infectados pelo popular "bicho-de-pé" causou comoção social. "Foi uma publicação contestada, o Roberto Requião ficou consternado. A série serviu para mostrar que a realidade daquela família simbolizava um retrato de que existe miséria no Paraná, ao contrário do que o governador afirmava".

A série de reportagens, intitulada "Devorados pela Miséria", obteve o Prêmio Esso Regional Sul de 2004. A publicação, surgida ao acaso, ajudou a mudar o panorama local.

Albari Rosa

"Cinco anos depois, a gente descobriu que a família estava morando em uma casa de alvenaria, cedida pela Prefeitura. O Gabriel, com dez anos, tinha ganhado uma medalha no futebol. Na época da reportagem um médico, ao olhar a imagem, chegou a dizer que se o garoto não fosse tratado, corria sério risco de ter que amputar os dedos. Por causa de uma foto nossa eles mudaram de vida", comemora. Cinco anos depois, a imagem do jovem Gabriel ilustra capa do livro "Narrativas de um Correspondente de Rua", obra escrita por Konig e que concorre ao Prêmio Jabuti.

Depois de premiações e árduos trabalhos de investigação, Rosa realizou o sonho de cobrir a Copa do Mundo da Alemanha, em 2006. Nos campos europeus, atuou ao grandes fotógrafos do esporte, o que deu qualificação a sua carreira. Três anos depois e às vésperas de outra Copa do Mundo, o fotógrafo espera aprovação do jornal para cobrir a competição ou, quem sabe, outro fato que ajude a "ilustrar" a justiça social.

Do arquivo

João Varella ex repórter da Gazeta do Povo sempre fotografava o movimento da imprensa durante a pauta.











Fotos: João Varella

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Inter 4x0 Goiás



Essa é a casamata, local onde os repórteres fotográficos ficam.Porque os demais clubes não fazem o mesmo?











Fotos: Heuler Andrey/DiaEsportivo

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Em Paranaguá












Esse é o estúdio da TV Serra do Mar, afiliada da rede massa. A gravação é do programa “Voz do Litoral”. O apresentador é Tony Lagos e sua equipe em ação.



Fotos: Guilherme Artigas

domingo, 20 de setembro de 2009

Amizade


Foto: Daniel Caron/Blog do Caron

sábado, 19 de setembro de 2009

Dia-a-dia

Aliocha e Ciciro retratados no dia-a-dia da Tribuna / O Estado.




Fotos: Daniel Caron

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Coletiva




Fotos: Lineu Filho/Jornale

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

"Arte" Sacra

A série de fotos "Arte" Sacra faz parte do ensaio de mesmo título realizado no interior da Catedral Sant'Ana

Construção do Centro Esportivo para Pessoas com Deficiência.


"Arte" Sacra


"Arte" Sacra


"Arte" Sacra


Depois da "Suína", a Arte... Retomada do curso de Teatro.

Fotos: Christopher Eudes de Oliveira Lima