domingo, 28 de fevereiro de 2010

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Série Superagui








Fotos: Lineu Filho/Jornale

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Primeira vez


Franklin(esquerda) e Joka Madruga(direita)

Dizem que a primeira vez nunca se esquece. Comigo não foi diferente, ainda mais porque fiquei literalmente molhado. Confesso que com a experiência que já tenho, cometi erros infantis. A começar por não ter dado atenção ao clima. Como vou cobrir um jogo de futebol, num estádio, com chuva e não levo nenhuma proteção?

O resultado foi uma gripe e a solidariedade do camarada que gerencia este blog, o Franklin e depois o Allan. Que me cederam um espaço em seus respectivos protetores, das gotas que caiam sem cessar, das nuvens negras que pairaram em Curitiba naquele momento. Agradeço-os muito.

Vacilos à parte foi uma experiência rica. Fotografar ali, ao lado da linha, com o grito da Fanáticos atrás, é algo que jamais sairá de minha mente. Sei que o jogo não era um clássico, mas valeu pela emoção de poder registrar o maior objetivo de uma partida futebolística: o gol.


http://www.diario.jokamadruga.com.br/2010/02/atletico-3-x-0-engenheiro-beltrao.html

O Pierrot não morreu

Aconteceu no início do mês quarta, 10, na Fnac Curitiba com o apoio da Expressa Comunicação, o lançamento do documentário O Pierrot não morreu, produzido pelo repórter-fotográfico Murilo Ribas e pelo publicitário Marcelo Fernandez. Durante a apresentação, Murilo destacou a falta de incentivo do Carnaval da capital paranaense e afirmou que é preciso a população conhecer a festa, que apesar de obter poucos recursos, é organizada e conta com o amor e a dedicação de muitas pessoas.

Quem estava presente conferiu também uma apresentação do mestre-sala e da porta-bandeira da escola de samba curitibana Os Internautas, tema do documentário que mostra o trabalho diário do carnavalesco e presidente da escola, Haroldo Ribeiro, em não deixar o Carnaval de Curitiba morrer.

Fonte: expressa@expressacom.com.br "

Mais informações sobre o documentário no blog http://opierrotnaomorreu.blogspot.com/







Na foto, da esquerda para a direita, a assistente de comunicação da Fnac Curitiba, Thais Barbar de Lima, a diretora da Expressa Comunicação, Kristiane Rothxfstein, a jornalista da Expressa Comunicação, Camile Triska

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Canon EOS-1D Mark 3

Com pouquíssimo uso. (faço apenas freelas com ela. No jornal uso equipamento da empresa).

O equipamento está impecável. Sem riscos ou batidas.

Acompanha todos os manuais, caixa e uma bateria reserva - praticamente zero.

Valor: R$ 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais) à vista.

Qualquer dúvida meus telefones;

41. 9619.9071 (cel.)
41. 3333.0214 (casa)
41. 3321.5460 (jornal Gazeta do Povo)

Muito obrigado

Rodolfo Buhrer
Fotógrafo da Gazeta do Povo em Curitiba
www.rodolfobuhrer.com.br












Na Banda B

Esse é o repórter Bruno Henrique entrevistando o delegado Luiz Carlos de Oliveira.

Foto: Franklin de Freitas/Jornal do Estado

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Dinamite no Mossunguê

A Polícia Militar, por meio do Centro de Operações Especiais (Coe), apreendeu no último dia 17 uma grande quantidade de emulsões de dinamite, que estavam jogadas em um terreno localizado no bairro Mossunguê, em Curitiba.

Segundo o policial Centro de Operações Especiais, Ilson de Oliveira Júnior, a PM encontrou cerca de 20 quilos do material após ser acionada por um morador do bairro que se deparou com o produto e leu nas embalages que se tratava de explosivos.

Boa parte desse material foi recolhido neste terreno. Mas outra parte foi entregue por populares que tinham encontrado o material e levado para casa acreditando se tratar de produto para uso culinário. "O que nos surpreende é quantidade, principalmente por tratar de material controlado", disse. O tenente afirmou ainda que ao chegar ao local havia crianças manipulando os explosivos.

Segundo o policial, "o material, se utilizado de uma forma profissional, pode causar dano material elevado e morte com certeza".

O material apreendido será agora levado à Delegacia de Armas e Munições para que a polícia tente descobrir como os explosivos foram parar no local e quem é o responsável pelo perigo que fez a população do bairro Mossunguê correr.

A área onde foi encontrado o material permanece isolada e fica na rua Isabel M Sikorski Moscalewski, no Mossunguê. Fonte: www.bemparana.com.br













Fotos: Franklin de Freitas/Jornal do Estado

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Carnaval no litoral



















Jornalista Andresa Costa da rádio Litoral Sul durante cobertura do desfile das escolas de samba em Paranaguá na madrugada do dia 15.



Fotos: Daniel Castellano/Gazeta do Povo

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Carnaval em Curitiba

Guilherme Artigas (Textos fotos)

Foi a segunda vez que estive no desfile das escolas de samba de Curitiba. Já no ano passado me surpreendi. É tudo muito mais organizado e bonito do que eu esperava, ou do que a maioria imagina.
Comparar com centros de carnaval mais rico é inútil e injusto.
Vi carnavalescos com ansiedade e brilho nos olhos. Vi muita gente desfilando contente.
Passou a não me interessar tanto à exuberância e o custo de um carnaval. Se para quem estava na avenida era legítimo, ou mesmo se um só daqueles sambou de verdade, independente de onde estava então a passarela da Cândido de Abreu é 10.
Depois de muito tempo, novamente gosto de carnaval. Salve o samba.



















quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Incêndio em Pinhais

Um incêndio de grandes proporções destruiu no último dia 07 uma fábrica de tintas e solventes em Pinhais, entre as ruas na esquina das ruas Loanda e Apucarana. O combate às chamas envolveu viaturas de diversas cidades da região metropolitana, como Araucária, Pinhais e Curitiba, por conta da proporção do incêndio.
Como havia risco de o incêndio se alastrar para um indústria de produtos químicos com tanques de combustíveis, uma área de aproximadamente três quadras chegou a ser isolada. Os moradores da região tiveram que deixar suas casas por causa do risco de explosão.

Nenhuma pessoa ficou ferida e ninguém morreu, de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. As cauas do incêndio ainda serão investigadas. Até às 21 horas de ontem, os bombeiros ainda combatiam o fogo.













































Fotos: Franklin de Freitas/Jornal do Estado